AW-384107439 GTM-MW9T2GJ
 

HIPNOTERAPIA NA CLÍNICA DE HIPNOSE

Whatsapp_icon-icons.com_66931.png
  • HIPNOSE CLÍNICA NÃO É MAGICA

  • HIPNOSE CLINICA NÃO PERDE A CONSCIÊNCIA 

  • HIPNOSE CLÍNICA É APENAS FECHAR OS OLHOS E VIVENCIAR SUAS EMOÇÕES. 

  • NÃO EXISTE NADA MAIS QUE ISSO.

Faça o agendamento. É fácil, rápido e seguro.

HIPNOSE CLÍNICA

HIPNOSE: 10 MITOS E VERDADES QUE VOCÊ PRECISA DESCOBRIR!

Agora vamos ao próximo nível…

O que é subconsciente?

Para que você entenda como funciona a hipnose clínica, é preciso entender como e onde ela age dentro da nossa mente. Por isso, o maior nome da hipnose clínica no século XX, Gerald Kein, montou um exemplo prático de como a mente é dividida para que você entenda a ação da hipnose.

Ele o nomeou Modelo da Mente.

Nesse modelo, Gerald subdivide a mente humana em 3 camadas específicas:

  1. O inconsciente;

  2. O consciente;

  3. O subconsciente.

Cada camada possui uma função específica para o funcionamento da máquina humana.

 

O inconsciente

É a camada que regula as funções vitais do corpo, como o sistema nervoso autônomo, sistema endócrino, o imunológico e por aí vai. Ele é como o nosso zelador, que cuida para que nosso corpo se mantenha em completo funcionamento o tempo todo.

  • Como por exemplo:

  • Piscar os olhos;

  • As sensações da nossa pele;

  • A defesa dos nossos glóbulos brancos e vermelhos;

  • O funcionamento dos nossos organismos.

 

O consciente

É o local da mente em que passamos maior tempo. Ele exerce quatro funções básicas: tomada de decisão, raciocínio lógico, força de vontade e memória de curto prazo. Basicamente essas são as funções que usamos o tempo todo para o nosso dia a dia.

Logo após o consciente há uma leve e fina camada na nossa mente chamada de FATOR CRÍTICO. Ele é como um segurança de balada que permite ou bloqueia a entrada de pessoas. No nosso caso, a entrada de sugestões, informações.

 

O subconsciente

É a camada mais importante para um profissional da hipnose, porque é nela que está 95% de tudo o que uma pessoa realmente é. Suas emoções, gostos, crenças, hábitos, imaginação, e pela memória de longo prazo. Aqui são preservados os eventos de maior impacto emocional para uma pessoa desde muito cedo – algumas pessoas conseguem se recordar de cenas vividas enquanto ainda estavam no útero de suas mães –.

Por isso essa é a camada mais importante, pois nela estão guardadas memórias e emoções de eventos que ocorreram lá no passado, muitos que você talvez nem se lembre, mas que têm potencial de modificar seu comportamento, hábitos e crenças no presente.

 

Gerald e Elman

Deu para entender como a nossa mente é formada, segundo Gerald Kein? Aliás, podemos dizer que Jerry teve um grande professor. Afinal, ninguém menos do que Dave Elman o mostrou como funcionava a hipnose na mente das pessoas e como isso poderia ajudar centenas de milhares de outras pessoas.

Elman ficou conhecido por ensinar aos médicos e dentistas de sua época como fazer uma pessoa ficar completamente anestesiada sem a necessidade de medicação. Assim seria possível realizar procedimentos médicos sem que o paciente sentisse qualquer tipo de dor. Dessa forma, seu método replicável ficou conhecido pelo mundo inteiro, fazendo com que uma criança curiosa de seu bairro se interessasse.

Gerald foi o primeiro aluno “não médico” de Elman e fez questão de difundir para outros países as vantagens de usar a hipnose clínica como método terapêutico, ou seja, a hipnoterapia.

Agora, muitas pessoas me perguntam aqui no blog se a hipnose clínica é uma ciência comprovada. E eu tenho uma coisa para dizer sobre isso…

 

Hipnose clínica é ciência?

Que pasmem os inconformados, mas sim: hipnose clínica, hipnoterapia, hipnose ou seja lá como quiser chamar, é ciência!

 

A hipnose clínica é uma ferramenta de auxílio terapêutico aos médicos, psicólogos, dentistas e pessoas comuns que está isento de qualquer medicação tradicional. Toda a solução está única e exclusivamente dentro da mente de cada um, na qual estão as respostas para traumas, medos, dependências químicas, depressão, ansiedade e inúmeros outros problemas de saúde.

A hipnose é o momento em que nossa mente e corpo se encontram em relaxamento total, podendo, a partir daí, aceitar sugestões que podem nos transformar. Além de oferecer um estado de total felicidade, tranquilidade e equilíbrio.

No entanto, devido ao mau uso da técnica e a apresentações de palco que encantavam e assustavam pessoas, a hipnose ficou conhecida por muitos como misticismo, charlatanismo ou ilusionismo de algum mágico.

Somente depois de muitos anos de provas em cima de provas, a comunidade cientifica iniciou estudos para avaliar a ligação da hipnose clínica com as diversas recuperações de pacientes enfermos.

Até mesmo nosso querido pai da psicanálise, Sigmund Freud foi um dos pesquisadores dessa técnica e, embora tenha largado a hipnose clínica por alegar não conseguir hipnotizar ninguém, sua contribuição para o meio científico foi gigantesca.

Estudos diversos indicam o uso da hipnose clínica como solução para diversas patologias, como por exemplo nesses estudos publicados:

Além disso, em parceria com a Universidade de Zurique, a OMNI Hypnosis Training Center está desenvolvendo um estudo fisiológico, de neuroimagem funcional e clínicos para incrementar ainda mais os dados científicos que já existem sobre a hipnose clínica.

Ah, eu já ia me esquecendo, em 2018 o Governo reconheceu a hipnoterapia como ferramenta terapêutica para o SUS, o que reforça o potencial dessa técnica.

Viu só como eu estava certa de que hipnose clínica é ciência, sim?

E só para reforçar essa afirmação, separei algumas patologias físicas e psicológicas que a hipnose clínica pode ajudar a combater e até mesmo vencer!

 

5 doenças que podem ser tratadas com Hipnose clínica

Agora que você já entendeu o que é hipnose clínica e como ela foi evoluindo ao longo dos anos, euzinha de melo vou mostrar para você algumas provas de que essa técnica pode ser a salvação dos problemas de muitas pessoas nesse mundo.

Afinal, com a hipnose clínica é possível melhorar e até mesmo resolver problemas como fobias, traumas psicológicos, baixa autoestima, concentração, depressão e muitos outros. Isso porque a hipnose clínica vai desde o relaxamento do corpo e da mente até a identificação e solução de um problema maior.

Agora, papel e caneta na mão, meu caro, porque agora você vai conhecer do que a hipnose clínica é capaz!

 

1.      Traumas psicológicos

O sistema límbico (mente emocional) não consegue identificar a diferença entre o ontem, hoje e amanhã, tudo é agora. Por isso, quando nos lembramos de uma situação traumática, automaticamente nos remetemos aos sentimentos ruins que carregamos desde então.

A ciência já comprovou que as memórias são impossíveis de serem apagadas, porém a hipnose clínica é capaz de ressignificar as emoções, neutralizando traumas e toda a carga negativa.

Pensando nesses traumas, do mais bobo até os mais sérios, euzinha de melo montei um material inédito que vai te ajudar a identificar e evitar traumas em crianças. Baixe o seu. É de graça!

 

 

2.      Ansiedade e Depressão

Segundo a OMS, cerca de 5,8% da população sofre de depressão. Essa taxa é superior à média global de casos da doença que é de 4,4%. Ela se caracteriza pela tristeza e apatia profundas. Uma pessoa com depressão pode apresentar dias bons e ruins, mas todos com a presença de uma sensação de incapacidade, infelicidade e falta de ânimo para as coisas.

Além disso, temos a “famosa” ansiedade. Um problema que muitas pessoas até podem vivenciar ao longo da vida sem necessariamente sofrer do transtorno. A ansiedade é normal no ser humano, como você leu mais acima. O grande problema é quando ela se torna algo mais intenso e excessivo, já que isso pode se tornar uma doença, como o transtorno de ansiedade generalizada, desencadeando preocupação e medo extremo diante de situações simples ou rotineiras.

A hipnose clínica pode lidar com esse tipo de transtorno de forma eficiente quando a pessoa se permite aceitar as sugestões dadas pelo especialista em hipnose clínica e consegue ressignificar as emoções que causaram as crises.

 

3.      Obesidade

Para ter ideia, mais da metade dos brasileiros estão acima do peso e muitos não conseguem reduzir medidas, o que pode ocasionar outras doenças relacionadas, além de desencadear problemas psicológicos, como a baixa autoestima.

A hipnose clínica vai trabalhar em cima das memórias do subconsciente dessa pessoa para identificar o porquê ela(e) não consegue manter uma alimentação saudável e exercícios físicos. Assim, é possível encontrar momentos que, de alguma forma, fizeram o subconsciente achar que a pessoa deveria engordar para se encaixar na sociedade, devido a um possível trauma de infância.

 

 

4.      Vícios

O percentual de adultos fumantes no Brasil apresenta uma expressiva queda nas últimas décadas. Apesar do suposto controle do tabaco, ainda assim os números são altos. Existe mais de um bilhão de fumantes no mundo e estima-se que eles consumam cerca de seis trilhões de cigarros todos os anos.

Uma pessoa com vícios em uma determinada droga, possui dependência psicológica e emocional, o que faz com que a droga seja uma recompensa para alguma coisa.

Neste caso, a hipnose clínica vai diretamente nos gatilhos do subconsciente que fazem a manutenção do vício, permitindo, inclusive, que a pessoa não sofra com abstinências e outros efeitos como perda de apetite, ansiedade etc.

 

5.      Fibromialgia

Muitas vezes confundida com dores simples por excesso de exercício, a fibromialgia é uma síndrome caracterizada por dores crônicas nos tendões e articulações, por pelo menos três meses.

Essas dores podem acontecer sem motivos aparentes ou em decorrência da reação de algum acontecimento estressante, como traumas de infância.

Em 90% dos casos, a patologia atinge mulheres entre 35 e 50 anos, mas não parece estar diretamente ligada ao fator hormonal. Isso porque pode ocorrer antes ou depois da menopausa. Outro fato importante e assustador sobre a fibromialgia é que também pode ocorrer em crianças, adolescentes e idosos.

O que é fibromialgia e como tratar

Com a hipnose clínica é possível encontrar o momento exato em que o subconsciente achou que uma cena deveria ser interpretada pelo corpo com dores desse tipo. Assim, o tratamento junto ao fisioterapeuta fica mais rápido e menos dolorido, podendo inclusive acabar com as dores.

Viu só como a hipnose clínica pode ser um “santo remédio”?

E essas são só algumas das doenças que podem ser tratadas com a hipnose clínica. Além disso, também é possível melhorar a memória, os estudos, se desenvolver no trabalho e por aí vai.

 

Hipnose clínica é a última saída para muitas pessoas

A hipnose clínica consiste na aplicação de técnicas hipnóticas como ferramenta terapêutica, utilizada como auxílio para o tratamento de transtornos emocionais, físicos, psicológicos, hábitos e sentimentos indesejáveis.

No Brasil e no mundo, a prática só cresce na atuação contra questões de somatização, ou seja, quando um determinado problema se agrava por conta de algum distúrbio emocional.

 

Grande parte desses problemas são causados por eventos do passado, principalmente aqueles que aconteceram na infância. Por isso, é comum que as pessoas não consigam identificá-los, muitas vezes por não se lembrarem que eles aconteceram, outras por não entenderem o tamanho do trauma ou peso que aquela situação gerou.

A hipnose clínica pode ser a saída de muitas pessoas de uma vida com dores, traumas e medos. E você? Já ouviu falar da hipnose clínica alguma vez?

Tem curiosidade de aprender a hipnotizar uma pessoa para ajudá-la a vender problemas como esses? Comenta aqui como você seria se soubesse hipnotizar pessoas.

Ah, não esquece de assinar a nossa Newsletter, viu? Por ela você vai receber conteúdos fresquinhos além de novidades exclusivas e… algumas surpresas também!